Sobre mim

rosangela-fasolato-sobre-mim
Sou Rosangela Fasolato,
tradutora e jornalista  
freelance, e este
é o meu site.

Bem-vindo ao meu mundo!
rosangela-fasolato-sobre-mim

“Amo o desafio de encontrar a palavra exata”

Escrever sempre foi a minha paixão. Decidida a segui-la, me formei em Comunicação Social e em seguida obtive o diploma de Especialização post-láurea em Jornalismo. Trabalhei como repórter em jornais diários e como jornalista em assessorias de imprensa de prefeituras em duas cidades mineiras. Fiz projetos de revistas e boletins informativos, como o da Associação de Empregados da Coca-Cola, em Juiz de Fora, e da Associação de Teatro de Minas Gerais, em Belo Horizonte. Em 2008, porém, inadvertidamente, fui atraída pelo lado negro da força. Trabalhando com português como língua de chegada, iniciei minha carreira como tradutora. Em síntese, quando o desafio é escrever eu tenho a força… quero dizer, me sinto forte e encorajada.

A vivência em diferentes países permitiu que eu aprofundasse o conhecimento das línguas portuguesa, italiana e inglesa e contribuiu para acrescentar mais qualidade ao meu trabalho. Bem, nasci no Brasil, onde estudei e morei grande parte da minha vida. Em 1991, me transferi para Oxford, na Inglaterra, onde vivi durante quatro anos. Sucessivamente, em 2006, morei um ano e meio em Ann Arbor, EUA. Mas, foi em 2014 que fiz um sonho se tornar realidade: me transferi para a Itália. Na bagagem trouxe a experiência em jornalismo e em tradução, a vontade de ficar na península e a alegria de ter tirado meu sonho da gaveta. Nesse momento, estou somando a isso maior conhecimento na área de marketing digital e web design.

Desse modo, como jornalista, eu posso ser um ponto de força na sua equipe, escrevendo artigos para revistas especializadas, web sites ou boletins informativos. Em resumo, a imaginação é toda sua. Você quer melhorar ou atualizar os artigos do seu site? Ter conteúdos de qualidade que capturam a atenção do leitor? Um trabalho que envolva pesquisa e contenha muitos dados informativos? Se você respondeu sim… Então, fale comigo!

A tradução é uma feitiçaria.

são-jeronimo-caravaggio

São Jerônimo pintura a óleo sobre tela por Caravaggio (1605-6). Fonte: Wikipedia

A tradução é uma feitiçaria contra a qual nem mesmo os santos conseguiram se proteger. São Jerônimo, em 382, foi seduzido pelo fascínio das palavras. Eusébio Sofrônio Jerônimo traduziu dos textos originais em latim nada menos do que a Bíblia. Jerônimo sustentava a necessidade de transmitir não só o sentido das palavras, mas também de ir ao encontro da Sagrada Escritura capturando o sentimento nela contido. “Até mesmo a ordem das palavras é um mistério e por isso é necessário tocá-la no coração” disse. Se ele, um santo, não resistiu ao canto da sereia da tradução, o que dizer de mim pobre mortal. Foram necessários 15 anos de trabalho para que a Bíblia se tornasse acessível ao povo, depois disso, merecidamente, São Jerônimo se tornou o santo protetor dos tradutores.

Traduzir é, portanto, uma arte e eu acredito em São Jerônimo. O sentido da palavra caminha de braços dados com o que compõe o íntimo da obra. Seja uma obra literária, um guia do usuário ou uma ficha hospitalar, devemos nos adaptar. Somente com o uso correto da língua e com o tratamento adequado do documento que temos em mãos podemos torná-lo compreensível na língua de chegada. Temos que nos deixar guiar pelo original para chegar à forma correta, mantendo firme o controle para atingir o fim desejado.

Se você quer um trabalho correto e confiável, não precisa rezar para os santos protetores das causas impossíveisbasta me contatar!